#SIA2020

Marina Cruz de Albuquerque

https://soundcloud.com/associacao-de-arquivistas-de-sp-arq-sp/audioposter-de-marina-cruz-de-albuquerque


Título: O MODERNISMO EM CAMPINAS: Leituras a partir do conjunto documental Renato Righetto

Área temática: Arquivos pessoais

Autores: Marina Cruz de Albuquerque

Palavras-Chave: Arquivos Pessoais, História de Campinas, História da Arquitetura Moderna, Patrimônio Cultural



Resumo: Este projeto de pesquisa de iniciação científica pretendeu estudar e organizar o conjunto documental pertencente ao Centro de Memória – Unicamp (CMU) constituído por projetos arquitetônicos e paisagísticos, documentos bibliográficos e outros itens relacionados e que foram acumulados pelo o arquiteto campineiro Renato Righetto (1921 - 2001) durante as décadas de 1940 e 1970. Entre os objetivos estabelecidos para a realização do projeto, destaca-se o que se refere à realização do processamento técnico arquivístico, o que incluiu, até o momento, as atividades de identificação do conjunto e a elaboração de tabelas para organizar os documentos presentes e suas respectivas informações. Para o levantamento de projetos arquitetônicos e paisagísticos, as informações elencadas foram as seguintes: título, tipo de uso, autor, construtor, desenhista, proprietário, localização, data, se consta carimbo e observações, e para o levantamento de documentos bibliográficos, as informações coletadas foram as seguintes: título, autoria, conteúdo, local e data de publicação. A atuação do arquiteto, durante seus anos de trabalho (1948 – 2001) compõe-se por projetos individuais, participações em diferentes escritórios e associações profissionais. A documentação presente no conjunto expressa a diversa atuação profissional na arquitetura, pois nota-se a presença de projetos assinados por outros arquitetos e em coautoria com Righetto. Entre estes projetos, destaca-se o realizado para remodelação da “Praça Visconde de Indaiatuba”, popularmente conhecida como Largo do Rosário, no Centro de Campinas,SP. Ressalte-se, também, a atuação no escritório de seu pai, José Righetto, e a formação de seu próprio escritório, Righetto Paisagismo e Arquitetura. Bem como do projeto realizado para remodelação da “Praça Visconde de Indaiatuba” no Centro de Campinas, SP. A documentação presente no conjunto doado pelo sobrinho do arquiteto ao CMU demonstra a existência de uma atuação profissional na arquitetura e paisagismo em regiões nobres da cidade de Campinas e em outras cidades do estado de São Paulo. É necessário salientar que a documentação não expressa a totalidade das produções individuais ou associadas de Renato Righetto, considerando as diversas razões que levariam à falta de exemplares no conjunto: os projetos, plantas, rascunhos, memoriais descritivos e outros tipos de documentação que poderiam ter sido descartados pelos próprios produtores ou pelos familiares que salvaguardam posteriormente, os projetos negados por clientes ou pela prefeitura, que também poderiam ter sido descartados, bem como a eventual perda de documentos. A pesquisa procurou, também, situar historicamente a sua produção e identificar aspectos de sua formação e trajetória profissional, influências recebidas e linguagem arquitetônica e paisagística a partir da documentação presente. Campinas, neste período, está passando por amplo processo de modernização e remodelação urbana e Righetto se destaca na contribuição para a presença da arquitetura moderna na cidade. Pretende-se, portanto, situar a produção de Righetto no panorama da arquitetura e urbanismo do período.

19 visualizações2 comentários
Associe-se à ARQ-SP
  • c65f9eac24be62dfdcc5f509a32930f8-curso-d
  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle