#SIA2020

João Paulo Passos Carvalhal Santos

https://soundcloud.com/associacao-de-arquivistas-de-sp-arq-sp/audioposter-de-joao-paulo-passos-carvalhal-santos


Título: Luzes da Cidade: O desenvolvimento da eletrificação no Rio Grande do Sul a partir do acervo fotográfico da CEEE.

Área temática: Patrimônio, memória e documento

Autores: João Paulo Passos Carvalhal Santos

Palavras-Chave: História administrativa; Memória ; Acervo Fotográfico.

Resumo

O trabalho desenvolvido com o acervo fotográfico do Grupo Companhia Estadual de Energia Elétrica, localizado no Museu da Eletricidade do Rio Grande do Sul, a partir do tratamento técnico arquivístico visa a preservação e divulgação de tais bens materiais. Com o objetivo de identificar a origem e as características do Acervo (1940-1970) traçando um paralelo com o próprio desenvolvimento urbano no Rio Grande do Sul, o progresso do sistema de eletrificação é um marco desse avanço urbano que ganha maior fôlego no início do Século XX. A relação orgânica do acervo fotográfico do setor de Comunicação Social da Companhia Estadual de Energia Elétrica produzido e acumulado a partir das atividades e funções institucionais (1940 a 1970) é imprescindível para o mapeamento e ordenamento temporal do desenvolvimento elétrico do Estado. O resgate dessa história administrativa e técnica da Companhia Estadual de Energia Elétrica, bem como seu papel no cenário político, econômico e cultural do Estado do Rio Grande do Sul, é um dos objetivos centrais do projeto que visa, através da perspectiva arquivística, identificar as características e condições do acervo acumulado, desenvolver instrumentos de arranjo e descrição, em nível de inventário, do acervo; Higienizar e acondicionar o acervo. Ao identificar as fotografias para digitalização, de forma que facilite o acesso a tais informações pelo público interessado, neste projeto desenvolvido pela múltipla parceria entre a Comunicação Social da Companhia Estadual de Energia Elétrica, o curso de arquivologia da Univesidade Federal do Rio Grande Sul e o Museu da Eletricidade do Rio Grande do Sul, podemos vislumbrar como o desenvolvimento urbano da cidade acompanhado pela ampliação das redes elétricas redefiniram o mapa não só de Porto Alegre mas de todo interior gaúcho, a partir de 1961 com a sua fundação enquanto uma sociedade de economia mista, a Companhia Estadual de Energia Elétrica passou a ser responsável pela geração e transmissão de energia em todo Estado do Rio Grande do Sul e pela distribuição direta do serviço a 89% do território gaúcho. sendo assim o destino da companhia sempre esteve cercado por interesses políticos sendo fonte central de disputa regionais e nacionais. Desta forma, é possível analisar não somente as dinâmicas sobre essa grande empresa, mas como ela se fez presente em diversas instâncias da vida pública gaúcha. Assim, aspectos como as transformações sofridas pelas modificações nos campos permeados por ela, como, por exemplo, o universo do trabalho – os quais sofreram diversas modificações no decorrer do século XX – e que são bem evidenciadas nas imagens do acervo. O público alvo são os pesquisadores e interessados na história da energia elétrica no Estado do Rio Grande do Sul que podem desfrutar de um acervo que registrou a construção de usinas e barragens e como resultado dessas ações uma série de registros fotográficos que auxiliam na preservação da história da eletricidade no Rio Grande do Sul e do próprio desenvolvimento do Estado

69 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Associe-se à ARQ-SP
  • c65f9eac24be62dfdcc5f509a32930f8-curso-d
  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle